quinta-feira, 4 de maio de 2017

Variação Linguística

Agora vamos estudar a variação linguística!
Há diferentes formas de nos comunicar, em grande parte devido às diferenças sociais e culturais de nosso país. Se a língua, como vimos, é construída socialmente, ela não deixaria de expressar as variações culturais, sociais, econômicas e ideológicas que são produzidas socialmente.
Conhecemos bem isso, não?

A Língua: entre a Comunicação e a Norma

Desde a Idade Média, passando pelo Renascimento, Idade Moderna e Contemporânea, sempre houve um conflito entre a comunicação e a norma padrão. Por muito tempo o pensamento foi identificado à linguagem formal e nesse sentido, a comunicação - tida como troca de mensagem rápida e fácil - era vista como um agente de degradação da língua. Felizmente hoje não se pensa mais assim, a comunicação e a língua padrão são parceiras. Você, como futuro jornalista, deve saber que isso é fundamental. Pois ao mesmo tempo que se deve dominar a gramática, não se pode perder de vista o diálogo com o leitor!

sábado, 22 de abril de 2017

A sociedade pós-industrial

O termo “sociedade pós-industrial” se refere, de modo geral, ao modelo econômico no qual o conhecimento – científico, informação, dados, desenvolvimento de tecnologia, setor financeiro e educação – é comparável aos bens materiais. 

A emergência desse tipo de “mercadoria” foi estimulada pelas mudanças nas tecnologias de comunicação e informacionais, assim como pelos processos de industrialização e globalização. A “economia do conhecimento” é parte importante da economia de vários países desenvolvidos, e também é um entrave para os países emergentes. 

Esses entraves podem se manifestar na falta de circulação e divulgação da informação. As mesmas tecnologias que propiciaram o surgimento dessa economia podem ser usadas para limitar o acesso às informações.